JPMotos
Bares, cinemas e shows devem voltar em setembro se índices forem bons, diz coordenador de plano
3 de agosto de 2020 às 07:45
19
Visualizações

Bares, cinemas, shows e eventos podem voltar em setembro se os índices sanitários de Covid-19 continuarem favoráveis, afirmou em entrevista ao Bom Dia Ceará, nesta segunda-feira (3), o secretário executivo de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Planejamento e Gestão do Ceará, Flávio Ataliba, e coordenador do plano de retomada da economia.

O retorno vai depender das discussões do mês de agosto. “Essas atividades, elas continuarão sendo estudadas no mês de agosto e a previsão se consolidarmos todos os bons índices sanitários que nós estamos tendo até agora é que em setembro possamos ter aí uma volta dessas atividades”, afirmou Ataliba.

Ataliba resssaltou ainda que mais de 95% da economia já retornou e que a volta destas atividades tem que ser feita com cuidado para que os altos índices do novo coronavírus não retorne.

“Importante que se diga que mais de 95% da economia já está rodando. E o que falta ainda é muito pouco e esse passo adicional ele precisa ser feito com muito cuidado com muito zelo para que não possamos correr o risco infelizmente de retroceder. É necessario que neste final de execução do plano que tenhamos máxima precaução possível”.

Redução de casos e óbitos

Fortaleza e o Interior do Ceará registraram queda de até 37% na média de casos e de óbitos suspeitos e confirmados para Covid-19, nas duas últimas quinzenas, de acordo com o boletim epidemiológico semanal da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), divulgado na noite desta quinta-feira (30).

Apesar dos diferentes cenários verificados entre as chamadas Áreas Descentralizadas de Saúde (ADSs), no Interior a redução atingiu 29,5% em número de casos e 24% em mortes pela doença entre as semanas epidemiológias 27 e 29, enquanto em Fortaleza a redução foi de 37,4% em mortes e de 22,6% em casos, no mesmo período.

Com relação apenas à média de casos, a Capital teve queda de 46,4% em julho. Já a média de óbitos pelo novo coronavírus registrou redução de 32,2% nos últimos 14 dias na cidade.

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários