JPMotos
Gabigol evita prisão e paga multa de R$ 110 mil por flagrante em cassino
27 de abril de 2021 às 09:40
14
Visualizações

Gabriel Barbosa, o Gabigol, atacante do Flamengo, terá de pagar 100 salários mínimos por ter sido flagrado em um cassino clandestino, em São Paulo, no mês de março. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (26), após audiência virtual no Tribunal de Justiça de São Paulo.

O valor de equivalente a R$ 110 mil, será entregue ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente. Trata-se de um acordo de transação penal, usado em crimes de menor potencial ofensivo. Ao pagar a multa, o jogador ficará livre de responder por possível infração a medida sanitária, que tem como pena a detenção.

A promotora Regiane Vinche Zampar Guimarães Pereira, do Ministério Público de São Paulo, propôs a ação e estipulou o valor da multa à Justiça, no dia 18 de março.

O salário do jogador na equipe carioca está em cerca de R$ 1,2 milhão por mês. O valor da multa de Gabigol é o maior entre os 21 relacionados pelo Ministério Público na ação. As demais penas foram entre R$ 550 a R$ 44 mil.

Entenda o caso

O jogador Gabigol foi flagrado em cassino clandestino na madrugada deste domingo (14).
Legenda: O jogador Gabigol foi flagrado no evento clandestino
Foto: Divulgação/Governo de SP

As forças de segurança investigaram uma denúncia de festa clandestina, com aglomeração, no quarto andar de prédio na Vila Olímpia, zona sul de São Paulo. A ação policial ocorreu no dia 14 de março.

O movimento ocorreu com policiais militares, guardas civis, agentes sanitários e fiscais da prefeitura. Ao todo, 150 pessoas foram flagradas em local que funcionava um cássino.

“O grupo subiu até o quarto andar e apurou que, na realidade, se tratava de um cassino clandestino, onde aproximadamente 150 pessoas se aglomeravam, a maioria sem o uso de máscaras de proteção, consumindo bebidas alcoólicas e realizando apostas em dinheiro nos jogos oferecidos”, escreveu a promotora.

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários