JPMotos
Dois homens são presos e adolescente é apreendido pela morte de coroinha após missa
2 de julho de 2020 às 11:15
63
Visualizações

Dois homens foram presos e um adolescente de 17 anos foi apreendido suspeitos de participação no assassinato do coroinha Ronald Miguel Freitas de Oliveira, 15, em novembro de 2019, em frente à casa da vítima. A informação é da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) que afirmou, nesta quinta-feira (2), que o adolescente confessou ser o autor dos disparos que mataram o garoto.

Conforme a Pasta, o adolescente, 17, foi detido no dia 27 de junho deste ano, em uma unidade hospitalar de Fortaleza. O suspeito, ao ser abordado, entregou uma identidade falsa, porém foi reconhecido pelos policiais. Ao ser levado à delegacia, o jovem confessou o crime.

A Secretaria informou que a arma utilizada pelo executor veio de outro participante no crime, Pedro Henrique de Morais Pereira, 27, conhecido como ‘Perneta’, com antecedentes criminais por roubo e tráfico de drogas. O suspeito já havia sido preso momentos após a morte de Miguel, próximo ao local onde a vítima foi executada.

De acordo com a Secretaria, o suspeito foi levado  inicialmente, em novembro do ano passado, para o 34º Distrito Policial (Farias Brito), onde foi autuado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Já no mês seguinte, em dezembro, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu um mandado de prisão contra ‘Perneta’ pela morte de Miguel.

Armamento compatível

De acordo com a Corporação, Pedro havia sido capturado com  55 gramas de cocaína e um revólver calibre 38, municiado. A arma apreendida foi encaminhada para Núcleo de Balística Forense (Nubaf), da Coordenadoria de Perícia Criminal (Copec), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Lá, de acordo com a SSPDS, foi realizado um exame de microcomparação balística, no qual foi constatada a compatibilidade dos projéteis retirados do corpo de Miguel com o armamento apreendido com Pedro. O suspeito, afirmou o Órgão, havia negado ter participado do crime.

A Polícia afirmou ainda que em abril deste ano prendeu um terceiro suspeito de envolvimento no assassinato de Miguel. João Levi da Silva de Oliveira, 23, com três passagens pela Polícia por roubo, foi capturado por uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) em Fortaleza.

O crime 

Ronald Miguel estava na noite de 24 de novembro em frente à própria residência após voltar de uma missa. Conforme a Pasta, o trio abordou a vítima e pediu para ver os contatos no aparelho celular dela, alegando que o jovem conhecia integrantes de um grupo criminoso.

De acordo com a Secretaria, após vistoriarem o aparelho, dois dos suspeitos suspeitos saíram. Mas, logo em seguida, voltaram com uma arma, momento em que o adolescente de 17 anos atirou em Miguel, que não chance de defesa. O jovem chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme a Instituição, o DHPP indiciou Pedro e João “por homicídio qualificado por motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima, além de integrar organização criminosa e corrupção de menores”. O caso foi transferido para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), no qual foi lavrado contra o  suposto executor um ato infracional.

A Secretaria informou também que a  população pode ajudar nas investigações da Polícia ao repassar informações sobre o caso por meio do por meio do número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS,  para o (85) 3257-4807, do DHPP, ou ainda para o número (85) 99111-7498, o WhatsApp do Departamento. Conforme a Instituição, o sigilo e o anonimato são garantidos.

Diário do Nordeste

ComentáriosComentários