JPMotos
Em 23 dias de setembro, 100 pessoas foram assassinadas na Grande Fortaleza
24 de setembro de 2020 às 07:04
48
Visualizações
No Distrito do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, uma mulher foi morta na tarde de ontem (22)

Cem pessoas foram assassinadas na Grande Fortaleza em 23 dias do mês de setembro. Um dos casos mais recentes aconteceu no Distrito de Pecém, em São Gonçalo do Amarante, na tarde desta quarta-feira (23) quando uma mulher foi morta, a tiros, na fila de clientes de uma agência lotérica. No mesmo horário, praticamente, um idoso de 91 anos era também assassinado no bairro Parque Soledade, em Caucaia. À noite, um crime de morte foi registrado na Rua Joaquim Henrique, em Pacatuba.

Dos 100 casos de homicídios ocorridos na Grande Fortaleza entre os dias 1º e 23 deste mês, apenas 35 deles aconteceram na Capital. Os outros 65 foram praticados na Zona Metropolitana, distribuídos nos seguintes Municípios: Caucaia (16), Maracanaú (13), Pacajus (12), Guaiúba (5), Itaitinga (4), Aquiraz (3), Horizonte (3), São Gonçalo do Amarante (2), Pacatuba (2),  Eusébio (1), Paraipaba (1), Cascavel (1), Maranguape (1) e São Luís do Curu (1).

Entre os 100 crimes estão três casos de triplos homicídios, nos Municípios de Maracanaú (no bairro Alto da Mangueira, no dia 11), Guaiúba (no Distrito de Água Verde, dia 15) e em Pacajus (no bairro Tucum, dia 15).

Também ocorreram quatro casos de duplos homicídios, nos seguintes locais: Maracanaú (no bairro Mucunã, dia 17), Caucaia (Distrito Sítios Novos, dia 18), Pacajus (achado de dois cadáveres próximo ao Canal do Trabalhador, dia 19) e Maracanaú (Conjunto Jardim Bandeirantes, no Distrito de Pajuçara, dia 22).

Crueldade

Os crimes marcados pela crueldade persistem na Grande Fortaleza. Dois corpos foram encontrados decapitados (em Itaitinga e Pacatuba),  um esquartejado (Pacatuba) e outro carbonizado (no bairro Bom Jardim) no mesmo período.

Neste intervalo, sete mulheres foram mortas na Grande Fortaleza. Cinco delas já foram identificadas pelas autoridades: Rafaela Pereira da Silva (morta em Maracanaú), Manuele Moura Rodrigues (na Localidade de Rabo da Gata, em São Luís do Curu), Liduína Egídio da Silva (no bairro Antônio Bezerra), Crislânia Teixeira da Silva (no bairro Coqueiral, em Maracanaú) e Elizane Oliveira Silva (em Sítios Novos, Caucaia).  Outras duas mulheres foram assassinadas em Maracanaú e São Gonçalo do Amarante.

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários