JPMotos
Fortaleza ganha a décima Torre de Vigilância 24 horas na prevenção e combate à violência
24 de setembro de 2020 às 06:58
9
Visualizações
A Torre foi instalada, estrategicamente, na rotatória do Mondubim, na Avenida Godofredo Maciel
A Torre foi inaugurada na noite desta quarta-feira e já está atuando no combate ao crime

A capital cearense ganhou nesta quarta-feira  (23) mais um importante equipamento de prevenção e combate à violência. Passa a funcionar integralmente  a décima Célula de Proteção Comunitária do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), da Prefeitura Municipal de Fortaleza.

A torre de vigilância está localizada na Avenida Godofredo Maciel, na rotatória do Conjunto Esperança, no bairro Mondubim (zona Sul), onde os moradores e o comércio passam a contar com segurança proporcionada 24 horas por câmeras, drones e patrulhas em motocicletas e viaturas da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF).  Uma tropa treinada já está à serviço da comunidade monitorando, através de câmeras e presencialmente, todas as ruas e avenidas que fazem parte do quadrante da Célula.

O trabalho das equipes da Torre é reforçado pela parceria do PMPU com as  “Forças Amigas” da Segurança Pública, como Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal, além de outros órgãos como a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), e a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis). Junto com a Guarda, os órgãos realizam operações sistemáticas de prevenção social.

Além do trabalho de prevenção e combate à violência, a comunidade passa a contar também com o Espaço da Cidadania, que funciona ao lado da Célula e oferecerá aos moradores serviços comunitários, como: expedição de documentos, cursos profissionalizantes, encaminhamento ao emprego e ao atendimento terapêutico para os dependentes químicos.

Células e redução de crimes

A implantação das Células de Proteção Comunitária do PMPU em Fortaleza tornou-se um marco para a prevenção e combate à violência urbana e doméstica na Capital. Em fevereiro de 2018 foi implantada a primeira torre, no bairro Jangurussu, que, até então, era considerado um dos mais violentos da cidade.

Agora, dois anos e sete meses depois, Fortaleza já conta com 10 Células e em todas as áreas onde já foram implantadas  os índices de violência caíram vertiginosamente, especialmente os crimes de homicídios, latrocínios, assaltos, roubos e furtos de veículos, violência doméstica, porte ilegal de armas de fogo e o tráfico de entorpecentes.

Já funcionam na Capital as Torres do PMPU nos seguintes bairros: Jangurussu, Goiabeiras, Vila Velha, Barra do Ceará, Caça e Pesca, Canindezinho, Bonsucesso, Por do Sol (Coaçu) e Pan-Americano. E, a partir de ontem (23), a do Mondubim.

Ainda para este ano está prevista a implantação de novas Células de Proteção Comunitária nos seguintes bairros: Vicente Pinzón, Jacarecanga, José Walter, Beira-Mar, Praia de Iracema, Santa Terezinha, Edson Queiroz, Palmeiras, Lagoa Redonda e Centro (Torres Praça da Lagoinha e Santa Casa).

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários