JPMotos
Pandemia da bala domina a cidade de Sobral no fim de semana com seis homicídios
13 de julho de 2020 às 10:03
87
Visualizações
Dois homens foram mortos, a tiros, no bairro Terrenos Novos, na noite de sexta-feira

A cidade de Sobral, na Região Norte do estado (a 224Km de Fortaleza),  sofreu uma onda de violência neste fim de semana. Ao menos, seis pessoas foram mortas entre a noite da última sexta-feira (10) e o domingo (12).  Mais de 50 pessoas já foram assassinadas naquele Município nos seis primeiros meses do ano. Nem mesmo as medidas de isolamento social por conta da pandemia do Covid-19 reduziram a criminalidade naquele Município.

Ainda na noite de sexta-feira (10), por volta de 22 horas, a Polícia Militar foi acionada para ir até a Rua Padre Osvaldo Chaves, no bairro Terrenos Novos, onde tinha acabado de acontecer um duplo homicídio. A informação se confirmou com a identificação dos mortos. Francisco Wellington Fernandes Sales e Francisco Micael Lopes Ferreira foram executados, juntos, com vários tiros de pistola disparados à queima-roupa.

Na madrugada de sábado (11), um travesti identificado como Antônio Carlos Eleutério da Silva, conhecido por “Carol”, foi morto, a tiros, no bairro da Expectativa. O assassinato aconteceu quando a vítima seguia pela Rua Sabiá e foi atacada pelos assassinos.

O terceiro assassinato aconteceu na tarde de sábado (11), por volta das 14 horas. Desta vez, a vítima foi um jovem de 27 anos de idade, identificado pela Polícia como Antônio José Domingos do Nascimento Lisboa, que foi executado também a tiros. O crime aconteceu no Residencial Nova Caiçara.

Domingo também

Na madrugada do domingo (12), um homem até agora identificado apenas por Jorge, foi morto a tiros quando chegava perto de casa, localizada na Rua Tomaz Aragão, no bairro Terrenos Novos. Segundo a Polícia, ele foi atingido por vários disparos de armas de fogo.

E na noite do domingo, o sexto assassinato aconteceu novamente no bairro Terrenos Novos, mas, desta vez, na Rua Edimir Ribeiro Parente. A vítima da execução sumária foi identificada pela Perícia Forense (Pefoce) como sendo Manoel Duarte de Sousa Lima, 51 anos, morto dentro de sua residência.

Em todos os casos, as polícias Civil e Militar estiveram presentes na cena dos crimes em busca de pistas dos assassinos. Porém, nenhum suspeito foi detido até a manhã desta segunda-feira.

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários