JPMotos
PRF apreende carregamento de cocaína que ia abastecer pontos de vendas de drogas no Carnaval em Fortaleza
4 de fevereiro de 2020 às 09:05
22
Visualizações

PRF drogas

A droga apreendida na BR-116 estava embalada em pacotes com etiquetas de grifes internacionais 

Mais um grande carregamento de drogas é apreendido na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) nas vésperas do Carnaval. Foi o segundo caso em menos de uma semana. Na noite desta segunda-feira (3), policiais rodoviários federais interceptaram um caminhão na BR-116, em Horizonte, e encontraram cerca de 150 quilos de cocaína no compartimento de cargas. A droga estava embalada em pacotes com etiquetas de grifes famosas no mundo inteiro.

A apreensão foi realizada pelos agentes da PRF nas proximidades da cidade de Horizonte. A equipe que fez a abordagem informou que o motorista do caminhão ficou nervoso durante uma abordagem de fiscalização rotineira. Eles, então, decidiram averiguar o que havia no baú e acabaram encontrando os entorpecentes.

A PRF não divulgou a identidade do motorista do caminhão, mas informou que ele foi encaminhado à sede da Superintendência da Polícia Federal, em Fortaleza, juntamente com o veículo e a carga. A PF vai aprofundar a investigação para descobrir quem iria receber a carga na Capital cearense e quem enviou a carga para o Ceará.

Outra

Na semana passada, cerca de 130 quilos de maconha prensada foram apreendidos numa operação realizada por policiais militares do Comando Especializado de Policiamento de Choque. Patrulhas do Batalhão de Comando Tático Motorizado (BPCotam) junto com seus agentes do Serviço Reservado localizaram a droga também em um caminhão que tinha placas do estado do Mato Grosso do Sul.

A localização da droga aconteceu quando a PM fazia busca para localizar o traficante e chefe de uma quadrilha ligada à facção criminosa Comando Vermelho (CV). O bandido, identificado como Darlan Alban Batista Guerra, suspeito de ter comandado dezenas de assassinatos em Caucaia nos últimos meses.

Com Informações Fernando Ribeiro

ComentáriosComentários